Home Escola da vida - 1º Temporada Pílulas para a alma (11)

Pílulas para a alma (11)

2 min leitura
0
0
272

Luiz Flávio Gomes

 

Costumamos ver as dificuldades apenas como injustiças, desgraças ou, no mínimo, como desafios, que exigem de todos nós um esforço enorme para sua superação, conforme o grau de cada um delas. Os mais fracos se entregam e desistem da luta; se perdem diante dos redemoinhos revelados pelo campo do aparente do aparente. Os mais perspicazes conseguem ver o que existe por detrás das dificuldades, ou seja, conseguem enxergar o campo do oculto do aparente, que frequentemente revela grandes oportunidades, que se encontram disfarçadas. Quem são os que captam melhor essas oportunidades camufladas? Não os que se apresentam sempre como juízes (julgadores), sim, os que aprenderam a ver a realidade como ela é, com empatia, não como deveria ser (nem sempre o mais razoável é o real). Os que se especializaram em apenas julgar os outros têm a cabeça treinada para buscar culpados (não soluções). Os que sabem explorar (no bom sentido) todos os detalhes do contexto fático são os que contam com visão mais ampla e os que mais rapidamente encontram as melhores soluções. Avante!

Veja Também

O “ser” e o “ter”

A cultura contemporânea desenfreadamente dá muito mais valor para o “ter” que para o “ser”…